Arquivo da categoria: TechNet

Conteúdo da página do TechNet Brasil.

Adicionando Aplicativos ao Windows PE (Pre-installation Environment)

 

No ano passado, criei um tutorial de como a criar uma mídia do Windows PE (link aqui).

Entre as finalidades do Windows PE, estão a de fazer manutenção, recuperação de dados e instalação do Windows.

Agora, atendendo a pedidos, irei adicionar pacotes e customizar a mídia.

Como que criamos o Windows PE no idioma inglês – Estados Unidos, como exemplo, iremos adicionar também o idioma português – Brasil.

Sem muitos rodeios e indo direto ao ponto, o primeiro passo a fazer é executar em modo administrativo o Ambiente de Ferramentas de Implantação e Geração de Imagens. Este aplicativo, vem incluso no pacote que instalamos anteriormente Windows ADK.

No Windows 8/8.1, podemos localizá-lo na opção de pesquisar, digitando apenas ambiente e o Sistema já fará uma varredura nas possíveis opções. Depois clicamos com o botão direito do mouse em cima opção e executamos como Administrador conforme as imagens a seguir:

1 2

Aparecerá então o prompt de comando para podermos trabalhar na imagem criada do Windows PE.

3

Agora, iremos aplicar o comando abaixo que vai ter a finalidade de montar a imagem do Windows PE para podermos customizar. Para isso usaremos o comando DISM.

Aqui como exemplo, a linha de comando ficou assim:

dism /mount-wim /wimfile:e:\winpe_amd64\media\sources\boot.wim /index:1 /mountdir:e:\winpe_amd64\mount,

onde, /mount-wim é o parâmetro para montar a imagem (poderia ser usado também como /mount-image, mas também teria que mudar o /wimfile para /imagefile). O parâmetro/wimfile:e:\winpe_amd64\media\sources\boot.wim, irá usar a imagem boot.wim que está armazenada dentro da pasta sources na unidade e: e estou especificando que irei montar um arquivo de imagem (wimfile). O parâmetro /mountdir:e:\winpe_amd64\mount, indica que a imagem será montada dentro da pasta mount que está dentro da pasta winpe_amd no disco local e:. Caso queiram criar a imagem em outro diretório não haverá problemas.

4

5

Agora, iremos adicionar o idioma português-Brasil à imagem montada. Para isso usaremos o comando a seguir:

dism /add-package /image:”e:\winpe_amd64\mount” /packagepath:”c:\Program Files <x86>\Windows Kits\8.0\Assessment and Deployment Kit\Windows Preinstallation Environment\amd64\WinPE_OCs\pt-br\WinPE-HTA_pt”, onde /add-package é o parâmetro para adicionar um novo pacote ao Windows PE, /image apontará onde a imagem está montada para a edição e o /packagepath é o caminho onde do aplicativo que irei adicionar que aqui no casa é o pacote de idiomas pt-br.

6

7

Nas imagens acima mostrei como adicionar o pacote de idiomas, caso eu queira adicionar drivers de dispositivos, poderemos por exemplo estarmos criando uma pasta com os drivers e dentro desta pasta estar colocar os arquivos .inf referente aos drivers e então alterar o caminho e o nome do pacote no parâmetro /packagepath.

Caso queiramos adicionar outro aplicativo, deveremos criar uma pasta dentro do diretório Windows da imagem montada como por exemplo md e:\winpe_Amd64\mount\Windows\”Meus aplicativos”. Onde md é o comando para adicionar a pasta Meus aplicativos. Caso queiram criar a pasta pelo Explorer, não haverá nenhum problema.

Após customizado o Windows PE, deveremos desmontar a imagem salvando as alterações. O comando para isso é:

dism /unmount-wim /mountdir:e:\winpe_amd64\mount /commit, onde /unmount-wim é para desmontar a imagem, /mountdir é o caminho da imagem montada e /commit é o parâmetro para gravar as alterações.

8

9

Ao finalizar, deveremos criar a imagem iso para poder gravar na mídia de CD/DVD. O  comando é makewinpemedia /iso e:\winpe_amd64 e:\winpe_amd64.iso, onde makewinpemedia é o comando para criar a imagem, /iso para criar a imagem na extensão iso, e:\winpe_amd64 é o diretório do Windows PE e e:\winpe_amd64.iso, estou criando a imagem winpe_amd64.iso no disco local e.

Caso queiram gravar para um pendrive, altere o /iso para /ufd e altere o e:\winpe_amd64.iso para a letra da unidade do dispositivo.

Luciano Gusso

Fonte: http://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/23046.adicionando-aplicativos-ao-windows-pe-pre-installation-environment.aspx

avatar_wordpress_clean612

http://fabianoflorentino.com/

Anúncios

ALM – Integração Team Foundation Server (TFS) e Project Server– Wiki Completo

“Esse Wiki tem como finalidade explicar todos os passos para a integração do Team Foundation Server 2012 ou 2013 e o Project Server 2013 e os testes de validação para identificar se o sincronismo está funcionando corretamente.”

A integração do TFS e Project Server é extremamente importante, pois além de termos o projeto bem alinhado entre a equipe de Projetos e Desenvolvimento, ou o Scrum Master e o time de DEV, também evitamos diversos locais de atualização em que o desenvolvedor precisa atualizar no TFS, Web do Project Server, etc., além da equipe de projetos e lideres terem que ficar insistindo para que a equipe atualize para que as informações sejam atuais. Ou seja, um trabalho imenso que pode ser evitado fazendo esse sincronismo e deixando todos felizes e fazendo realmente o que interessa: Programar, Criar, etc.

  • 1 – REQUISITOS
    • 2.2 Criando um Team Project no TFS
    • 2.3 – Criando um Projeto no Project Server (EPM).
    • 3.1 – Criando Work Item do Visual Studio para Publicar para o Project Server

1 – REQUISITOS

Observe os requisitos para realizar o procedimento corretamente.

1.1 – Permissões

Direitos administrativos no TFS e Project Server (nas aplicações) para a conta de serviço do TFS que irá executar o sincronismo.

image

Direitos administrativos do usuário ao executar os comandos de sincronismo. Importante que esse usuário também seja administrador do TFS e Project Server para acessar os caminhos da URL.

image

1.2 – Visual Studio Team Foundation Server 2013

Esse post parte do pressuposto que o TFS 2013 já está instalado e funcional. Dúvidas na instalação poderão ser tiradas no guia de instalação da Microsoft.

http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/dd631899.aspx

– Visual Studio Team Explorer 2013

Será necessária a instalação do Team Explorer para execução dos comandos CLI de sincronismo. Instale em sua estação e no servidor TFS.

image

image

1.3 – Visual Studio Team Foundation Server 2013 Power Tools

Instale também o Power Tools do TFS para poder usar ele sempre que necessário, como para editar Work Items, etc. Instale em sua estação e no servidor TFS.

http://visualstudiogallery.msdn.microsoft.com/f017b10c-02b4-4d6d-9845-58a06545627f

image

image

image

image

image

image

1.4 – Sharepoint Server 2013

Esse post parte do pressuposto que o Sharepoint 2013 já está instalado e configurada sua integração com o TFS 2013 e também com o Project Server 2013. Dúvidas na instalação poderão ser tiradas no guia de instalação da Microsoft.

image

http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/hh667648.aspx

1.5 – Project Server 2013

Esse post parte do pressuposto que o Project Server 2013 já está instalado e funcional. Dúvidas na instalação poderão ser tiradas no guia de instalação da Microsoft.

http://technet.microsoft.com/pt-br/library/ee662109.aspx

1.6 – Extensões do Project Server 2013 para Team Foundation Server 2013 que está disponível na mídia de instalação do TFS 2013

http://msdn.microsoft.com/en-us/library/hh549244.aspx

Para instalar as extensões do TFS no Project, siga o procedimento abaixo:

Abra a mídia no seu servidor do Project Server e realize a instalação conforme os passos abaixo:

image

image

image

image

2 – CENÁRIO DE INTEGRAÇÃO

Depois de instalar os pré-requisitos, iremos criar um projeto a partir do zero para realizar a integração.

Primeiramente você deverá executar 03 comandos (execute os comandos com direitos administrativos, de preferência dentro do servidor TFS) para ativar o sincronismo do TFS com o Project Server.

2.1 – Comandos Shell para a integração doTFS e Project Server

Execute esse comando a partir do Team Explorer ou Prompt de Comando do TFS:
Atenção (execute do CMD do Visual Studio 2013).

1. Comando: TfsAdmin ProjectServer /RegisterPWA /pwa:http://servidordoproject/PWA /tfs:https://servidordotfs/tfs/

Obs.: No exemplo do comando está em HTTPS, mas funcionará normalmente em HTTP na porta 8080 se seu TFS estiver publicado dessa forma.

image

Depois execute o comando abaixo:

2. Comando: TfsAdmin ProjectServer /MapPWAToCollection /pwa:http://servidordoproject/PWA/collection:https://servidordotfs/tfs/collection

Obs.: Collection é a coleção de projetos que você irá mapear.

image

Caso apresente algum erro, consulte esse Wiki que fiz justamente para incidentes de execução:http://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/22691.tf244064-an-error-occurred-while-retrieving-event-handler-tfsapprovalsupdatedeventhandler-generalsecurityaccessdenied.aspx

3. Comando: TfsAdmin ProjectServer /UploadFieldMappings /collection:https://servidordotfs/tfs/collection/useDefaultFieldMappings

image

Obs.: Na tela usei o /force pois já havia mapeado os campos, porém para demonstração realizei novamente o processo.

Qualquer dúvida, você poderá consultar o link: http://msdn.microsoft.com/en-us/library/gg412656.aspx

2.2 Criando um Team Project no TFS

Crie um projeto de desenvolvimento no TFS chamado Projeto Exemplo XII.

Criando um Projeto de Desenvolvimento no Team Foundation Server 2013 (dentro da Collection que você sincronizou):

Siga os passos abaixo:

image

image

image

image

image

image

image

2.3 – Criando um Projeto no Project Server (EPM).

Crie um projeto no EPM chamado Projeto Exemplo XII (com o mesmo nome do Projeto do Team Foundation Server).

image

image

Depois de criado os dois projetos, vamos sincronizar seus campos (no caso iremos mapear Requirement, Task e Bug). Para isso execute o comando abaixo:

4. Comando: TfsAdmin ProjectServer /MapPlanToTeamProject /collection:https://servidordotfs/tfs/collection/enterpriseproject:Projeto Exemplo XII /teamproject:Projeto Exemplo XII  /workitemtypes: “Requirement, Bug, Task”

Conforme o tipo de Metodologia de Desenvolvimento que você selecionou ao criar um projeto no TFS, você irá mapear os campos correspondentes a esse tipo de metodologia. No caso, escolhemos CMMI que usa Requirement, se fosse Scrum, iriamos mapear PBI.

image

image

Pronto! Os campos estão mapeados, agora vamos aos testes.

3 – VALIDAÇÃO

Se tudo foi configurado corretamente, você poderá observar dentro de um Work Item do projeto sincronizado, em seu Visual Studio, uma nova aba criada chamada Project Server.

image

Ok, parece que está funcional, vamos realizar o primeiro teste!

3.1 – Criando Work Item do Visual Studio para Publicar para o Project Server

Crie uma Tarefa (TASK) no Visual Studio:

image

image

Depois vá na aba Project Server e selecione para sincronizar com o Project Server:

image

Obs.: No caso da figura, o nome do projeto de empresa é outro PJExemploTFS, pois acabei criando um novo Projeto no TFS e Project Server com esse nome mas, no caso seria o projeto Exemplo XII.

Em seguida salve sua Task.

Obs.: Caso ocorra o erro TF285010, veja esse Wiki que postei para solução do erro.

http://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/22711.tf285010-the-following-user-is-not-a-valid-project-server-resource.aspx

Para validar se seu Work Item sincronizou, vá na aba History – All Changes e verifique se o sincronismo ocorreu com sucesso, conforme a tela abaixo:

image

Isso significa que seu Work Item foi para o Project Server e aguarda a aprovação. Vamos conferir?

Abra a Web do seu Project Server e vá no projeto correspondente e em Aprovações e verifique se há uma aprovação sobre o novo Work Item criado:

image

Agora e só aprovar e verificar se o Work Item já está disponivel na tela do Project Professional.

image

E lá está ele!

image

Criando Work Item do Project Professional para Publicar para o Team Foundation Server

Abra seu Project Professional e selecione o Enterprise Project que está sincronizado com o Team Project do TFS.

Crie o Work Item desejado e atribua as informações como nome, recurso (que será o Assigned to do TFS), etc.

image

Salve e publique.

image

Aguarde alguns minutos e verifique se o Work Item já está disponível no seu Visual Studio.

image

E ele está lá!

3.2 – Avaliando se o Work Item é atualizado

Vamos alterar alguns campos do Work Item e salvá-lo:

image

Agora, vamos identificar se houve alteração no cronograma do Project Professional. Clique em verificar andamento do Projeto em questão:

image

Aprove a nova atualização.

image

Clique em OK.

image

Clique em Sim.

image

Clique em Sim.

image

Veja que houve um avanço. Calculado já em % do jeito que o Gestor de Projeto gosta!

image

Bom é isso, é possível sincronizar mais projetos, coleções, Work Items, conforme sua necessidade!
Espero que esse post ajude a todos!

Fonte: http://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/22712.alm-integracao-team-foundation-server-tfs-e-project-server-wiki-completo.aspx

avatar_wordpress_clean612

http://fabianoflorentino.com/

Como Manter Seu Computador Atualizado e Seguro

Esse artigo foi originalmente escrito em: http://social.technet.microsoft.com/wiki/contents/articles/2400.aspx

Objetivo
Mantendo seu Computador Atualizado e Seguro
Artigos Relacionados

Objetivo

Esse artigo tem como objetivo descrever como você (usuário final ou profissional de TI) pode contribuir para tornar o seu computador mais seguro e atualizado.

Mantendo seu Computador Atualizado e Seguro

Se você é um usuário do Windows você provavelmente deve fazer as atualizações mensais da Microsoft ou se você não tem esse habito eu recomendo que você
comece agora mesmo, para evitar qualquer acesso indevido aos dados do seu computador.
Agora será que somente instalando as atualizações que a Microsoft disponibiliza é o suficiente para manter-se seguro e atualizado?
A resposta é NÃO.
Atualmente existe vulnerabilidades presentes em todo lugar que possa ter um bit contendo alguma linguagem de programação.
Instalar as atualizações da Microsoft é o primeiro passo para deixar o seu computador atualizado e seguro, porém você também precisa manter os demais aplicativos atualizados, como por exemplo, antivírus, Acrobat, Winzip etc.
Um dos desafios é manter os demais aplicativos além do Windows atualizados e para isso você pode utilizar o
Shavlik NetChk Limited ou Secunia Personal Software Inspector para consultar automaticamente se existe alguma atualização disponível para ser instalada em seu computador.
Esses softwares fazem um scan no seu computador para identificar se os programas instalados estão com as últimas atualizações aplicadas. Se você deixar para consultar os sites dos programas manualmente você poderá esquecer de fazê-lo ou poderá ser enganado por links falsos que são colocados nos sites de busca, o qual provavelmente irá leva-lo para um site de um atacante que irá explorar uma das vulnerabilidades que você possa ter em seu computador. Se você é um usuário final você pode utilizar a versão gratuita de uma das ferramentas relacionadas acima, a qual irá atendê-lo o suficiente para informá-lo sobre os softwares que precisam ser atualizados. Agora se você pretende utilizar esse tipo de ferramenta em uma rede corporativa eu recomendo um dos seguintes produtos:
Qualys Guard, Nessus ou Shavlik NetChk Protect na respectiva ordem.
Em resumo para você manter o seu computador atualizado e seguro siga as recomendações abaixo:
1 – Matenha o Windows Update ativado e configurado;
2 – Mantenha seu computador atualizado com as correções de segurança da Microsoft e dos terceiros;
3 – Instale um Antivírus e mantenha-o atualizado. Eu recomendo o
Microsoft Security Essentials. Consulte o artigoInstalando e Configurando o Microsoft Security Essentials;
4 – Mantenha o Firewall do Windows ativado ou instale um de sua preferência;
5 – Se você for instalar algum programa em seu computador sempre consulte o site do fornecedor e instale sempre a última versão e todas as correções disponíveis;
6 – Se você receber algum e-mail suspeito, com as mensagens: clique aqui!!!, você foi sorteado…, etc não caia no golpe, delete imeditamente o e-mail e exclua-o da lixeira;
7 – Nos sites das Redes Sociais, como por exemplo, Orkut, Facebook, Twitter, etc, não clique em links suspeitos ou enviados por pessoas desconhecidas;
8 – Instale e configure o EMET (Enhanced Mitigation Experience Toolkit). Consulte o artigo
Reduzindo a Exploração de Falhas de Segurança com o EMET.
Seguindo essas dicas básicas você manterá seu computador seguro e atualizado.

Artigos Relacionados

Reduzindo a Exploração de Falhas de Segurança com o EMET
Instalando e Configurando o Microsoft Security Essentials

Este artigo foi originalmente escrito por:
Luciano Lima

 

Fonte: http://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/16331.como-manter-seu-computador-atualizado-e-seguro.aspx

avatar_wordpress_clean61

http://fabianoflorentino.com

%d blogueiros gostam disto: