Estou velho demais para ser Profissional de TI?

 

Adam Silva Carreira

Uma dúvida frequente na comunidade de TI é a questão da idade para contratação dos profissionais. Afinal, existe profissional velho demais para a carreira de TI?

Eu poderia responder essa pergunta especulando com minha própria opinião como muitos tem feito por aí, mas isso não passaria credibilidade, não é verdade? Seria mais interessante saber a opinião de quem contrata esses profissionais. Pensando nisso entrei em contato com as maiores empresas de tecnologia do Brasil para saber do responsável pela contratação dos profissionais, qual é a posição dessas empresas em relação à idade do profissional de TI.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Através de pesquisas, vou responder nesse artigo se existe espaço no mercado para profissionais de TI mais velhos, acima de 30 e 40 anos, e se existe preconceito na contratação desse tipo de profissional.

Posição das grandes empresas de Tecnologia do Brasil

Entrei em contato com o departamento de RH das grandes empresas de Tecnologia do Brasil para encontrar respostas. Foram ouvidas as empresas T-Systems do Brasil, Dell Brasil, NET e ainda a consultora de carreira da Catho, um dos maiores sites de contratação de profissionais no Brasil.

Veja o que o André Vieira, vice-presidente de recursos humanos na T-Systems do Brasil, respondeu:

“Não existe discriminação na contratação de profissionais devido à idade, assim como também não há em outras questões, como sexo, religião etc. Qualquer forma de discriminação é, acima de tudo, crime, e pode significar um problema para imagem da companhia.

As capacidades profissionais não são medidas pela idade. A experiência acumulada com os anos, se somada à habilidade de se moldar para lidar com novas demandas de mercado, assim como também com novas gerações de profissionais, são pontos mais relevantes e cruciais para contratação, que devem ser combinadas com o conhecimento técnico e postura profissional. Existe espaço para todo profissional que seja resiliente e que se mantenha em constante processo de aprendizado, indiferente à idade.

Vale ressaltar que nos últimos três anos, a T-Systems do Brasil contratou mais de 400 pessoas acima dos 30 anos de idade.”

Outra empresa consultada na pesquisa foi a Dell Brasil. Leia o que disse a Miriam Kimura, gerente de aquisição de talentos:

“Hoje, a Dell é uma empresa de soluções e serviços, que tem como objetivo fornecer soluções de TI ponta-a-ponta para os nossos clientes. Por isso, disponibilizamos na empresa vagas para as mais diversas áreas de TI e inovação. Nós sempre buscamos perfis de profissionais conforme a necessidade de soluções dos nossos clientes e, por isso, o foco é nas qualificações, resultados e experiências desses profissionais e não em questões como idade. Além do conhecimento técnico, procuramos identificar comportamentos condizentes com os nossos valores e potencial de contribuição com os objetivos da empresa a longo prazo (…)”.

A NET também foi consultada. Ana Maria Del Pino, gerente de recursos humanos, acrescenta:

“Não há qualquer preferência, ou impeditivo em relação a idade dos profissionais.
Na NET um dos 5 pilares que sustentam a estratégia de atuação de RH, assim como a gestão das nossas pessoas, é o da Diversidade.

Independentemente da idade, buscamos profissionais com competências técnicas e comportamentais requeridas para suas respectivas funções, mas fundamentalmente que sejam aderentes aos nossos valores que são Dirigida por Pessoas, Integridade Resultados, Excelência, Trabalho em Equipe e Atitudes Pragmáticas.

Neste contexto, entendemos e temos a crença de que um público diverso, tenha ele qual origem for, social, gênero, raça, geração, cultura, por exemplo, suas diferenças a partir de experiências distintas de vidas só contribuem e se complementam a favor do time NET, oferecendo uma base mais ampla de ideias e pontos de vistas dos mais diversos, os quais permitem a empresa como um todo tomadas de decisões mais efetivas e avanços ainda mais completos, sistêmicos, inovadores e de alto nível de excelência.”

Conclusão

A partir das respostas obtidas nessa pesquisa, posso entender que não há motivos para o profissional mais velho ter medo de preconceito na hora de uma contratação ou de não encontrar espaço no mercado. Afinal, os responsáveis pelas contratações de profissionais de TI nas empresas já mostraram que a idade não é um fator decisivo.

Quero complementar com a resposta da Gisele Ferreira da Silva, consultora de carreira, porta voz da Catho:

“A área de Tecnologia da Informação é um dos segmentos com maior procura por profissionais atualmente e pesquisas indicam que este setor continuará crescendo no futuro.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (BRASSCOM), associação que trabalha para fomentar o mercado brasileiro de Tecnologia da Informação e Comunicação, em 2013, a área de TI apresentou um crescimento de 15% somente no mercado brasileiro e se firmou como o 7° maior mercado de Tecnologia da Informação do mundo.

E, de acordo com o IDC (International Data Corporation), principal fornecedor global de inteligência de mercado nos segmentos de tecnologia da informação, telecomunicações e tecnologia de consumo, em 2014 o Brasil já está entre os quatros maiores mercados de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão.

Dessa forma, é possível afirmar que com a crescente busca por profissionais, há espaço para colaboradores de todos os níveis de expertise. (…)

Entretanto, um candidato entre 30 e 40 anos ou com idade superior a estas pode ser visto pelas organizações como sinônimo de maturidade profissional, com competência para ocupar um espaço no mercado destinado a colaboradores com um maior nível de senioridade e também cargos de chefia. Além disso, se este mesmo profissional já tem uma boa bagagem e visa manter-se sempre atualizado, através da realização de cursos de aprimoramento, certificações, pós-graduação, entre outros, o número de diferenciais só aumenta, fazendo com que este seja avaliado como detentor de grande potencial técnico e intelectual.”

Se você se enquadra nessa faixa etária e estava com dúvidas, siga em frente que tem tudo pra dar certo. Pesquisas tem mostrado que existe espaço no mercado para todas as idades. Caso você acredite que tenha sofrido algum tipo de preconceito em relação a sua idade numa entrevista ou processo seletivo, denuncie, pois é crime.

Agora quero que você faça duas coisas:

1. Se você tem mais de 30 anos e é um profissional de TI, ou pretende seguir carreira, escreva nos comentários abaixo uma de suas experiências (positivas ou negativas) em relação à carreira de TI.

2. Se você conhece alguém que tenha mais de 30 anos e acredita que esse artigo vai ajudar essa pessoa. Compartilhe abaixo nas redes sociais:

Fonte: http://www.profissionaisti.com.br/2014/10/estou-velho-demais-para-ser-profissional-de-ti/#comment-92100

avatar_wordpress_clean61251_thumb3

http://fabianoflorentino.com

Anúncios

Publicado em 23 de outubro de 2014, em Profissionais de TI e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Um comentário começa grandes debates!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: