Conferência Microsoft Windows 8 BUILD

Confira todos os detalhes do anúncio oficial do sistema operacional mais aguardado do ano.

Por Renan Hamann

Começou hoje, às 13 horas (no horário de Brasília), a divulgação oficial do sistema operacional mais aguardado do ano. Desde que foi anunciado, o Windows 8 vem prometendo mudanças drásticas no modo como os usuários utilizam os computadores. E o Tecmundo está atento em todos os detalhes para trazer o melhor do evento para você.

Fique ligado porque a qualquer momento estaremos atualizando esta página com as novas informações sobre o evento. O que podemos esperar do novo sistema da Microsoft? É o que veremos durante as próximas horas.

Os números do passado

Como sempre acontece em eventos desse tipo, os executivos da Microsoft começaram o evento mostrando todos os recordes alcançados pelos sistemas anteriores. Foram divulgados os números oficiais das vendas do Windows 7 e também do sucesso alcançado com a versão mais recente do Internet Explorer.

Também foram muito enfatizados os números de outros serviços da Microsoft, como o Windows Live Essentials (que inclui o Live Messenger) e o SkyDrive (serviço online da Microsoft, que permite o acesso de documentos nas nuvens).

Os desafios do futuro

A Microsoft pergunta aos que estão presentes no evento: “Qual o maior desafio para o futuro?”. A resposta é óbvia para quem está ligado no mundo da tecnologia: “Criar novos modos de interação entre máquina e usuário”. O touchscreen precisa de muito mais do que apenas toques.

Com o Windows 8, a Microsoft deve apostar muito mais nas nuvens, pois sabe que em todo software está incluído um serviço. O apresentador afirma que cada usuário quer estar consumindo e criando ao mesmo tempo. É a era do compartilhamento.

Fazer um Windows 7 ainda melhor

Se é preciso fazer um novo sistema operacional, é necessário montá-lo compatível com o que já se passou. Por essa razão, todos os aplicativos e componentes de hardware que funcionam atualmente no Windows 7, serão também compatíveis com o Windows 8.

Além disso, o novo sistema também deve permitir mais facilidades aos desenvolvedores, que poderão extrair o máximo dos dispositivos de hardware para criar programas e jogos cada vez mais completos.

Para mostrar as mudanças da estrutura do sistema, Steven colocou screenshots do Windows 8 e do Windows 7 lado a lado. Com o mesmo computador, rodando os mesmos aplicativos, o novo produto conseguiu rodar os processos com cerca de 100 MB a menos de memória consumida.

A nova interface

Para apresentar as novidades da interface de usuário, a Microsoft chamou Julie Larsons-Green. Já no início ela mostrou o novo modo de inicialização do usuário. Basta deslizar dois dedos pelo touchpad e digitar a senha para que o Windows 8 seja carregado. O processo é muito rápido, sendo quase instantâneo.

A interface Metro é realmente simples. Ela parece uma versão desktop das pastas de aplicativo do iOS, demandando apenas que os usuários arrastem a tela para enxergar outros aplicativos e pastas, podendo até mesmo reorganizar as páginas com o “arrastar e soltar”. Utilizando o “Zoom out”, é possível visualizar todas as telas de mosaicos.

Com poucos passos, ela mostra a facilidade em modificar os nomes de usuário, fotografia de exibição e outros detalhes da personalização, como imagem de fundo a ser exibida na janela de desbloqueio de usuário. Até o momento, o Windows 8 tem se mostrado bastante diferente do que todos conhecemos.

Poucas alterações chegaram às janelas do formato padrão de visualização, mas o gerenciador de tarefas chegou com mudanças excelentes. O Painel de Controle é um dos pontos mais modificados, trazendo uma novidade muito interessante. Agora, os usuários podem realizar reinicializações rápidas, sem afetar os arquivos abertos.

A barra de buscas internas do Windows foi reformulada. Agora, sempre que o usuário digitar alguma palavra para buscar aplicativos ou documentos no computador, poderá contar com filtros para refinar as buscas e facilitar o acesso a determinados arquivos.

Compatibilidade total com touchscreen

Como estão deixando claro há alguns meses, o Windows 8 foi criado para qualquer computador ou tablet. Por isso, é possível perceber que todos os aplicativos, serviços e sistemas internos são compatíveis com os toques na tela. Até mesmo o teclado virtual integrado parece simples, oferecendo teclas grandes para evitar problemas na digitação.

Copiar textos da internet também é fácil, pois o “arrastar e soltar “, mais uma vez, mostra-se muito bem feito. Parece que finalmente a Microsoft conseguiu unir o Windows ao suporte Touchscreen de uma maneira satisfatória (muito superior à presente na edição anterior do sistema).

Durante a apresentação, Steven voltou ao palco para mostrar um tablet rodando o Windows 8. Não foram dadas muitas dicas acerca de qual seria o aparelho utilizado, apenas que o processador utilizado é um ARM (assim como a grande maioria dos tablets).

Integração web

Julie mostrou os novos softwares de reprodução multimídia. Um dos fatores surpreendentes é a presença da integração com o Twitter (Twit@rama) que o player de músicas apresenta. Com apenas um comando é possível publicar na o que você está ouvindo na rede social.

Novas plataformas

O Windows 8 surge com uma mescla de várias linguagens, facilitando para desenvolvedores que querem ampliar o leque de possibilidades dos usuários. Será possível construir programas em plataformas como C++, C+ VB, Javascript e até mesmo HTML/CSS.

Com o Microsoft Visual Studio será muito simples escolher o tipo de plataforma que será criada. O software de desenvolvimento já conta com a opção “Grid application”, criada especialmente para a programação de widgets anexados à interface Metro.

O mesmo software permite ajustes simples de praticamente todos os traços dos aplicativos. Com apenas algumas linhas de código, programadores conseguem modificar cores, botões e funções. Parece que os códigos estão muito mais limpos do que os das versões anteriores.

Para mostrar essa facilidade, um dos apresentadores criou um software para edição gráfica em cerca de 5 minutos. Nesse tempo ele programou as funções do aplicativo e ainda inseriu a integração com o “Socialite”, sistema de compartilhamento de informações em redes sociais.

Um dos pontos mais incríveis apresentados para os desenvolvedores é a facilidade na conversão de linguagem. Pelo próprio Visual Studio é possível criar um programa e rapidamente convertê-lo para que se encaixe em tablets ou smartphones.

Windows Store

Um dos momentos que todos esperavam chegou com a apresentação da Windows Store. Logo após concluir o aplicativo, o programador da Microsoft mostrou como é simples enviar os softwares criados para a loja de aplicativos do Windows.

Para o alívio de todos, antes de serem divulgados e disponibilizados para o público, os programas precisam passar por uma avaliação da própria Microsoft. Isso deve prevenir a presença de arquivos infectados.

Acessar a Windows Store também será muito fácil. Com um atalho na interface Metro, os usuários só precisam de um clique para encontrar aplicativos dos mais diversos tipos. Assim como a Android Market e Apple AppStore, o sistema da Microsoft também conta com divisões por gêneros e preços.

A interface criada para a Windows Store é bastante limpa. Com screenshots, descrição e análise de usuários, os consumidores podem ter rápidas impressões dos softwares para saberem se vale realmente a pena pagar por algum programa.

Impressionando, a Microsoft anunciou que não terá lucros com aplicativos de terceiros vendidos por meio da Windows Store. Ao contrário do que acontece na Apple App Store, que ganha 30% em cima de todas as vendas, somente os desenvolvedores vão ganhar dinheiro com a venda de softwares.

Para todo tipo de computador

Michael Angiulo entrou em cena para mostrar que o Windows pode ser utilizado por qualquer computador, independente de qual a arquitetura utilizada pelos processadores. Um notebook mais antigo (vendido originalmente com Windows 7) foi ligado rapidamente, em apenas 8 segundos. Outro mais potente conseguiu realizar o boot em apenas 2 segundos.

Processadores x86, x64 ou ARM são totalmente capazes de executar o Windows 8. E é exatamente por isso que ele pode ser instalado em notebooks, desktops e tablets. Pode também ser executado a partir de pendrives, tornando-se ainda mais portátil.

Os conceitos de Ultrabooks da Intel também estavam presentes. Ultrafinos com armazenamento SSD podem transformar o boot veloz do Windows 8 em um processo ainda mais rápido. Ao mostrar os ultrabooks, a Microsoft mostrou também que o Windows 8 terá suporte nativo a conexões 3G.

Para finalizar a apresentação, Steven Sinofsky mostrou que o novo sistema operacional também é indicado para quem utiliza os computadores para trabalhar. Para isso, utilizou um computador mais potente, com dois grandes monitores e muitos aplicativos em execução, exibindo também o poder do multitarefas do Windows 8.

USB 3.0 é uma realidade

Isso já era esperado por todos, mas a confirmação é a animadora. Como mostrado há algumas semanas, o Windows 8 trará compatibilidade nativa com a tecnologia USB 3.0. Isso garante a transmissão e transferência de dados com muito mais velocidade.

Durante a apresentação, um arquivo de 1 GB foi transferido simultaneamente entre portas USB 2.0 e USB 3.0. O padrão mais recente conseguiu quase 10 vezes mais velocidade do que o outro.

Resoluções e Near Field Communication

O Windows 8 garante que monitores de qualquer resolução possam ser utilizados. Dependendo do tamanho da tela, o sistema operacional é alterado automaticamente para se adaptar melhor às limitações impostas pela tela.

Se o tablet ou computador for equipado com sensores NFC, rapidamente podem ser feitas análises de produtos e outros aparelhos que contem com a mesma tecnologia.

Acesso remoto e virtualização

O sistema de acesso remoto a computadores foi remodelado. Com mais dinamismo nas comunicações, as máquinas podem ser controladas com muita facilidade, incluindo a compatibilidade com o touchscreen.

Dependendo das configurações utilizadas, é possível ter acesso a listas de processos e várias outras informações mais avançadas. A virtualização também foi melhorada, permitindo que imagens ISO abertas nos computadores possam ser utilizadas como unidades separadas.

Internet Explorer 10

Ainda na fase Preview 3, o novo Internet Explorer foi mostrado com suporte para multitouch e rápida alternação entre modos de visualização. Tanto no Metro Style, quanto na visualização padrão, o sistema de navegação permanece simples e intuitivo.

Suporte a canetas

Com o Windows 8, canetas stylish podem ser utilizadas para desenhos ou mesmo para escrever, pois o sistema identifica rapidamente os caracteres escritos. Isso pode ser utilizado diretamente na tela (pelo touchscreen) ou por mesas digitalizadoras.

Novidades no Windows Live

Os aplicativos do Windows Live Essentials serão totalmente integrados ao Windows 8. Com apenas alguns cliques, os usuários podem cadastrar suas contas para acessar calendários, caixas de entrada de email e documentos no Skydrive. Também é possível integrar contas de Twitter, Facebook e LinkedIn.

Acessando galerias de fotografias, torna-se simples escolher imagens rapidamente para criar grupos de arquivos que serão compartilhados. Para isso, basta acessar a barra lateral do Windows 8, clicar em “Share” e escolher a forma de envio (email ou Facebook, por exemplo).

Com o Skydrive, torna-se ainda mais fácil acessar documentos que estão em outros computadores, sem precisar do acesso remoto. Configurando a conta para isso, os usuários conseguem acessar documentos e sincronizar informações em poucos passos.

Summer of Apps

Para os primeiros aplicativos criados para o novo sistema, a Microsoft recrutou vários universitários ligados à programação para um programa de verão. No período, os jovens aprenderam e trabalharam para montar sistemas e interfaces que serão utilizados no novo Windows.

O que ainda falta para o lançamento oficial?

Por enquanto, apenas a versão para desenvolvedores deve ser liberada. Para os usuários domésticos, ainda falta o lançamento das versões Beta, RC (Release Candidate), RTM (Release to Manufacturing) e GA (General Availability). Apenas quando todas essas fases forem concluídas será possível encontrar o Windows 8 nas lojas (o que deve acontecer apenas no ano que vem).

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/windows-8/13300-resumo-conferencia-microsoft-windows-8-build-video-.htm#ixzz1XsBVENWF

Anúncios

Publicado em 13 de setembro de 2011, em TecMundo e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Um comentário começa grandes debates!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: