Construindo o Windows Explorer 8

Saiba o que vem por aí na nova versão do gerenciador de arquivos Windows

Microsoft ouviu os usuários e promete versão amigável e cheia de novas funções

Microsoft ouviu os usuários e promete versão amigável e cheia de novas funções

Mesmo que não esteja entre as suas ferramentas mais usadas, é bem possível que pelo menos uma vez hoje você dará uma passada de olhos no Windows Explorer. O gerenciador de arquivos e pastas é parte indissociável do Windows desde sua primeira versão. Na verdade, ele era basicamente “A” interface da primeira versão do Windows, como você pode ver na foto abaixo.

explorer1

É claro que uma ferramenta tão importante merece atenção especial dos engenheiros da Microsoft sempre que uma nova versão do sistema operacional começa a ser preparada, e com o Windows 8 não foi diferente; mas como explica Stefen Sinofsky, do blog “Construindo o Windows 8”, alguns detalhes foram levados em consideração para tornar a experiência do Explorer mais ricas do que nunca.

Aprendendo com o usuário

Uma pergunta fundamental para aprimorar essa experiência foi, segundo Sinofsky, “perguntar ao usuário quais as funções mais usadas no Windows Explorer”. A primeira surpresa é que, apesar de o programa ter mais de 200 comandos possíveis, as funções de colar, verificar propriedades de arquivo, copiar, apagar e renomear são as mais usadas no programa. No total, apenas sete funções básicas de manipulação de arquivos respondem por mais de 80% de uso do Explorer.

O levantamento também mostrou que as pessoas costumam acessar mais essas funções clicando com o botão direito do mouse (54%) do que clicando nos menus da barra de ferramentas (10,9%) com um número intermediário de pessoas usando atalhos do teclado como o CTRL+C, CTRL+V (32,2%).

Cruzando as duas informações, chegou-se à conclusão de que apenas duas das funções mais usadas no Explorer estão presentes na Barra de Ferramentas. Informações importantes que levaram aos três objetivos básicos para a criação do novo Explorer:

1 – Otimizar o Explorer para tarefas de gerenciamento de arquivo; 2 – Colocar os comandos mais usados nas partes mais visíveis da tela, organizando os comandos em locais fáceis e lógicos de encontrar; 3 – Trazer de volta as funcionalidades mais pedidas da época do XP, quando for possível

Stefen conta que foram avaliadas versões da barra de ferramentas desde o Windows 95 até o Vista e o Windows 7, sem esquecer da nova interface do pacote Office, que oferece a barra de ferramentas “ribbon”, com botões maiores – mais afeitos aos monitores touchscreen e com mais espaço para diferentes funções. No fim, a primeira novidade é justamente essa: o visual do novo Explorer, como você pode ver abaixo, lembra o do Office.

O Novo Explorer

explorer

Com uma só tacada, a equipe de desenvolvedores conseguiu melhorar em muito a experiência do usuário.

A nova barra de tarefas em formato “ribbon” permite que os comandos mais importantes fiquem muito mais visíveis; além disso, essa forma de organização em menus de contexto permite que as quase 200 funções presentes no Explorer fiquem ao alcance de um ou dois cliques, eliminando a necessidade de cliques com o botão direito ou janelas pop-up. A apresentação das funções em “grupos” também torna mais fácil a exibição de dicas e previsualizações.

Outras novidades:

– Novas funcionalidades que antes estavam escondidas também aparecem de forma mais clara – Todos os comandos da barra agora tem uma tecla de atalho (como mostra a foto abaixo) – É possível personalizar a barra, criando um menu de acessos rápidos.

atalhos

A seguir, veja imagens de algumas das novas funcionalidades

Compartilhamento

compart

Na nova barra, tarefas como compactar um arquivo ou enviá-lo para um amigo usando o programa de email instalado no computador estão disponíveis no menu de compartilhamento. Também é possível compartilhar com usuários que estão na mesma rede de computadores.

Visualizações diferentes para arquivos diferentes

No menu de visualização é possível ver de forma rápida prévias dos arquivos em diferentes formatos. Três funções que antes dependiam de configurações um pouco mais complexas agora estão disponíveis de forma mais prática: visualizar a extensão dos arquivos, visualizar arquivos escondidos e ocultar itens selecionados.

Assim como no Office, onde as funções da barra mudam de acordo com a tarefa que se está realizando, a nova barra do Explorer apresenta funções de acordo com o tipo de arquivo ou pasta que se está vizualizando; por exemplo, a barra de ferramentas da pasta de documentos terá funções diferentes da barra de ferramentas de uma pasta de fotos e vídeos.

docs

fotos

Para os usuários mais avançados, o blog informa que alguns add-ons – programas de terceiros feitos para otimizar o uso do Explorer como o xplorer2 ou o Freecomander – foram estudados à exaustão para que suas funcionalidades fossem agregadas à versão “de fábrica” do gerenciador.

Porém, por problemas de engenharia, e pela necessidade de se escolher entre “o que se quer e o que se pode fazer ”dentro do prazo, nem todas as funcionalidades foram agregadas: “fiquem certos de que se fosse possível instalar todas elas, nós o faríamos”, informa o blog. Nem tudo pode ser perfeito, certo?

Fonte: http://tecnologia.br.msn.com/especiais/construindo-o-windows-explorer-8?page=0

Anúncios

Publicado em 31 de agosto de 2011, em MSN Tecnologia e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Um comentário começa grandes debates!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: